Linguagem corporal

A linguagem é feita através das emoções, aparência, gestos e mímicas e por movimentos conscientes ou inconscientes. A expressão corporal é responsável por 55% da conversa, estando incluídos gestos, as expressões faciais e a postura. A entoação da voz, a velocidade, o ritmo e o volume exprimem 38% da linguagem corporal, e apenas 7% é verbal.

É muito importante sabermos interpretar e perceber a linguagem corporal. Esta linguagem é espontânea e é uma maneira do corpo mostrar o que a pessoa está a sentir.

Devemos então prestar atenção ao rosto da pessoa que é o primeiro sinal da linguagem corporal: os movimentos da testa, e das sobrancelhas, os olhos, a zona do nariz e a boca. Para além do rosto, o corpo também mostra muito o que estamos a sentir: o abdómen, o tórax, a posição da cabeça, as mãos, as pernas e os pés.

Nas crianças, existem alguns sinais que se deve ter em atenção tal como o isolamento, a regressão do comportamento, a alteração da postura e do sono.

Alguns exemplos de pistas através da linguagem corporal:

  • Inclinação – sinalização de interesse
  • Proximidade – Invasão de privacidade ou demonstração de superioridade
  • Espelho – tentativa de contacto mais profundo
  • Movimentos excessivos – impaciência, desconforto
  • Movimentação rápida, andar ereto – confiança
  • Parar com as mãos na cintura – incompreensão, agressividade
  • Sentar com pernas cruzadas e a dar pequenos pontapés no ar – cansaço, aborrecimento
  • Sentar com as pernas abertas – abertura, relaxamento
  • Braços cruzados no peito – defensa
  • Andar com as mãos nos bolsos a olhar para baixo – falta de entusiasmo, desmotivado
  • Mãos nas maçãs do rosto – avaliação, pensamento
  • Coçar o nariz ou tocar no nariz ao falar – dúvida, mentira
  • Esfregar os olhos – descrença, dúvida, mentira
  • Mãos fechadas atrás das costas – frustração, ódio
  • Tornozelos fechados – apreensão
  • Apoiar a cabeça nas mãos, olhar para baixo durante muito tempo – aborrecimento
  • Esfregar as mãos – antecipação, ansiedade
  • Sentar com as mãos atrás da cabeça e de pernas cruzadas – confiança, superioridade
  • Mãos abertas, palmas para cima – sinceridade, inocência, abertura
  • Coçar a ponta do nariz, olhos fechados – avaliação negativa
  • Bater com os dedos, olhar para o relógio – impaciência
  • Estalar os dedos – autoridade
  • Alisar o cabelo – insegurança
  • Coçar o queixo – Pensativo
  • Desviar o olhar – desconfiança
  • Roer as unhas – ansiedade, insegurança
  • Puxar ou coçar a orelha – indecisão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *